31 maio, 2007

transmontanices

Para lá dos transmontanos silêncios
ela volta sempre
com as palavras puras,
afiadas na leveza majestosa
dos cumes.
Aladas, aliás.

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket
© 2007

5 Comentários:

Blogger isabel mendes ferreira disse...

Francisco...raso-me de lágrimas...por esta terra.

(que fui ver)
e pela raiz que deixou lá...


Valeu. Tudo.


vale para sempre!!!!!!!!!!!!

tudo o que "pisámos" juntos nesta terra virtual.


obrigada.

sentidamente.


beijo.

31 maio, 2007 11:51  
Blogger hfm disse...

Fico aqui guardando, na minha costela materna transmontana, as imagens, as palavras.

31 maio, 2007 13:47  
Blogger alice disse...

eu tenho uma costela paterna ;)*

bom dia, francisco. um beijinho.

01 junho, 2007 10:50  
Blogger un dress disse...

eu sou.sou.


ainda me ponho doente.

por falta do cheiro das urzes.

das estevas.

das estrelas.

01 junho, 2007 11:03  
Anonymous claudette guevara disse...

Mmmm... o cheiro...

01 junho, 2007 13:30  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial