06 maio, 2006

Paris, 1922

palavras. palavras desenhadas de uma forma bela.
caligrafias. palavras ao vento. palavras abandonadas.
palavras esquecidas, perdidas na memória dos tempos.
palavras amigas. palavras sentidas.
palavras resgatadas do passado.
as palavras belas do português antigo.
bohemia. officiaes. augmentar. phenómeno.
palavras sobreviventes. seculares. perenes.
sinais longínquos ainda impregnados de vida.
coisas que me fascinam.
filmes que imagino.
alguém a morar nas ruas tranquilas do Quartier Latin.
noites de boémia animadas por estudantes, dandys de toda a
espécie, soldados americanos, jovens operárias tornadas
esteno-dactilógrafas. a mítica Paris. a vida na raiz da noite.
fortunas estouradas.
meus sonhos de pequenos nadas.

palavras que as leve o tempo.

Photobucket - Video and Image Hosting
(postal comprado numa loja de coleccionismo, do qual ocultei o
destinatário)

3 Comentários:

Blogger Mendes Ferreira disse...

saudade....e paris aqui tão perto...

06 maio, 2006 15:13  
Blogger MOLOI LORASAI disse...

naquela tempo já se dizia CURTE.

06 maio, 2006 22:10  
Blogger hfm disse...

Gostei tanto de ler!

07 maio, 2006 12:57  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial