18 março, 2006

Opa! Que bela Opa! *

Que bela Opa, do Milénio ou da Sonai!
A ferver na bolsa do capital, ai!
Quem não diz: Força! Quem não diz: Eia!
Quem não sonha com tanto dinheirinho!
Quem não canta com a sereia?!
Quem não diz: Opa! Que bela Opa!
Opa das Opas, que bela Opa!
O-pa, O-pa, ó pá,
que Opa oca!

Que bela Opa! Quem não acha isso giro?
Quem não a papa! Quem não se lança!
Quem não queria ser o Ti Belmiro?!
Quem não queria ser o rei,
ó pá!, da alta finança?
Tanta massa que nem sei!
Quem não daria tudo só pa
ra petiscar desse caldinho?
Opa! Que bela moca!

* quem quiser cantarolar só tem que pedir emprestado
à Adriana Partimpim, não a mim...

3 Comentários:

Blogger MOLOI LORASAI disse...

cada macaco no seu galho

18 março, 2006 11:38  
Anonymous guevara disse...

:D

18 março, 2006 12:55  
Blogger Patrícia Nogueira disse...

Consegues fazer poesia com economia?... Fantástico! Eu,com economia nem notícias consigo escrever.

18 março, 2006 19:14  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial