05 junho, 2009

Depois de fazer
a cereja baloiçar,
rebento-a na boca.





um pequeno tesouro de 
Mayuzumi Madoka

3 Comentários:

Blogger Carlos Pires disse...

Outro tesouro, mas mais intemporal que as cerejas:

"Ah, o passado.
O tempo onde se acumularam
Os dias lentos."

Matsuo Bashô, traduzido (ou 'mudado')por Herberto Helder.

07 junho, 2009 21:03  
Blogger ~pi disse...

tão

líquiiiiiiiiido! :)





~

08 junho, 2009 22:42  
Blogger francisco carvalho disse...

E que saudade
desses dias lentos!...
Que inveja.

08 junho, 2009 23:59  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial