17 outubro, 2007

outono é como quem diz

Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket
© 2007

"Chegava da praia. Verão. Cheirava
forte. Tudo na conjura para umas tiradas
das boas, se me sentasse à janela na
caça da escrita. Na caça, como de
costume. De Verão escreve-se mais. De
Inverno, melhor. Explico, de Verão são
odes ao corpo e aos cheiros. Inverno
fora, sai a palavra doída, baladinha
solitária. Se a lua influi nos partos e
faltas de amor, porque não, as estações,
na predisposição da escrita?"

excerto de "Conto é como quem diz" (1987), de
Isabel Almeida Santos

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial