03 outubro, 2007

"No meu país" de Sebastião Alba


No meu país
dardejando do sol e da caca dos gaios
só há estâncias
(de veraneio) na poesia.
Nossos lábios
a um metro e sessenta e tal
do chão amarelecido
dos símbolos
abrem para fora
por dois gomos de frio.
Nossos lábios outonais, digo,
outonais doze meses.
No entanto
o equilíbrio jacente
faz florir as acácias;
a terra incha;
na derme da possível
geografia,
um frémito cinde
as estações do ano.

4 Comentários:

Blogger isabel mendes ferreira disse...

uma QUALIDADE inexcedível.


_________________


bom dia F.



beijo.

03 outubro, 2007 08:33  
Blogger Eduarda disse...

Como eu gosto de Sebastião Alba...e de ti, claro!

03 outubro, 2007 10:01  
Anonymous Anónimo disse...

(funciona)

!!!!

______________quem diriA!


OBRIGADA F.


_____________
bjo.




y.

03 outubro, 2007 14:19  
Blogger un dress disse...

.dos canaviais

a brotar nas pontes

Outras estações



~

05 outubro, 2007 15:18  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial