25 setembro, 2007

"Deus é um gene coxo"

"Desconfio que as religiões, todas elas e em especial as três
grandes religiões monoteístas, nos têm trazido mais infeli-
cidade do que conforto. Sinto-me pois tentada a concordar
com quem defende que a nossa propensão para o sagrado
resulta de um qualquer erro genético. Deus é um gene coxo.
Não consigo explicar, contudo, a popularidade desse erro a
não ser com o argumento de que há (houve sempre) erros
muito populares. Hitler foi um erro muito popular. O rap
é um erro popular, assim como o "fast food", o boxe ou a
depilação masculina."

excerto de "O fim de Deus", crónica de Faíza Hayat publicada
este passado domingo na revista "Pública".

4 Comentários:

Blogger Rui Caetano disse...

Até me parece que os grandes males do mundo do ser humano é provocado por um fanatismo religioso atroz. E também não excluo nenhuma das religiões. E se tentássemos viver sem o peso deste divino que nos atormenta só porque desconhecemos e receamos o outro lado da vida?

25 setembro, 2007 12:36  
Blogger hora tardia disse...

não acredito!


:)


desculpe F.


______________________.

26 setembro, 2007 11:26  
Blogger hora tardia disse...

mAS tb ñão acredito em nada...ou quase...enfim...

:)

26 setembro, 2007 11:27  
Blogger ~pi disse...

há muitas coisas que não aceito

de facto

mas não declinei completamente a

ideia do colo de deus...




:)

26 setembro, 2007 22:37  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial