20 janeiro, 2007

olhar dos outros

"Portugal é, para mim, um país delicado, um país gentil. As
pessoas reflectem isso no seu comportamento. Não há a rudeza
de certas arestas extremas, individuais e colectivas, que encon-
tramos noutras sociedades. Os portugueses dizem-se melancó-
licos, mas eu prefiro vê-los como gentis. Há uma delicadeza muito
especial no país e no povo. É raro encontrar esta qualidade pelo
mundo fora. A Natureza, por exemplo, foi muito generosa para
Portugal: não há desertos agrestes, nem montanhas quase im-
possíveis de escarpar; a costa é belíssima e o peixe abundante e
saboroso; as variações climáticas são temperadas e o sol está
presente muitos meses no ano, emprestando uma amenidade e
uma luminosidade extraordinárias. Tudo isto influi necessaria-
mente no temperamento das pessoas, na não agressividade que
as caracteriza. Digo sempre aos amigos e colegas que chegam da
Índia - se tratares um português amigavelmente, com delicadeza,
tens um amigo para a vida; se cometeres o erro de ser rude com
ele, todas as portas se fecharão para ti, não conseguirás mais co-
municar; porque o português não é rude e não reconhece na du-
reza uma forma legítima de relacionamento; e é também preciso
não confundir delicadeza com fraqueza, será fatal; terás de com-
preender que sendo de natureza gentil, o mínimo que os portu-
gueses esperam de ti é que também o sejas, ou, pelo menos, que
aprendas com eles a sê-lo."

excerto da entrevista editada na "Pública" de há uma semana, reali-
zada por Maria João Seixas a Latha Reddy, embaixadora da Índia
em Portugal, que deixa agora Lisboa a caminho de Banguecoque.
Esta mulher formada em Literatura acabou a trabalhar para o Minis-
tério dos Negócios Estrangeiros do seu país e, desde aí, já viveu por
três vezes na nossa capital e também em Viena, Katmandu, Durban,
Washington e ainda Brasília. É por isso fluente na nossa língua e tem
legitimidade para nos poder ver assim. Que bem que nos fazem estes
olhares dos outros...

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial