15 janeiro, 2007

só vejo sobre a terra soçobrados braços

Photobucket - Video and Image Hosting
© 2007

8 Comentários:

Blogger hfm disse...

Dos braços do teu olhar poético!

15 janeiro, 2007 09:54  
Blogger Y. disse...

quem me dera ter feito...:))))
________________



assim.



________________



beijo.

15 janeiro, 2007 19:22  
Blogger chi kung for beautiful ladies disse...

15/01/2007 - 16h46
Agravamento do risco nuclear faz avançar Relógio do Apocalipse

WASHINGTON, 15 jan (AFP) - O Relógio do Apocalipse, barômetro do Boletim de Cientistas Atômicos, que simboliza a iminência de um armagedon nuclear, deverá avançar na quarta-feira, uma decisão que reflete o agravamento da ameaça nuclear, informou um grupo de eminentes cientistas em um comunicado.



O que você sabe sobre o relógio?
QUIZ

CLIQUE E RESPONDA
O relógio marca atualmente sete minutos para a meia-noite, hora simbólica de uma catástrofe mundial.

Esta será a primeira alteração no relógio desde fevereiro de 2002, informou à AFP Kennette Benedict, diretora deste grupo científico, informando que esta decisão, "se apoiou em um agravamento da ameaça nuclear e daquelas vinculadas ao aquecimento climático".

Ela não informou em quantos minutos será adiantado o ponteiro do relógio, criado em 1947 por cientistas de Chicago, que participaram do projeto Manhattan para simbolizar os riscos que as armas nucleares significam para a humanidade.

O projeto Manhattan deu origem à bomba atômica, lançada pela primeira vez sobre Hiroshima, no Japão, em 6 de agosto de 1945.

"Este último movimento importante (do relógio) traduz as inquietações crescentes de uma 'segunda era atômica', devido às graves ameaças causadas pelas ambições nucleares do Irã e da Coréia do Norte, dos materiais nucleares não protegidos na Rússia e em outros lugares, bem como as 2.000 a 25.000 armas nucleares deslocadas todos os dias nos Estados Unidos e na Rússia", explicou o comunicado

15 janeiro, 2007 23:22  
Blogger MOLOI LORASAI disse...

fera fosse
este poema
diante da chama
a tensão
como a câmara
que flutua
ao filmar
em silêncio
o vazio
do vão

poema na íntegra de Moloi
in A Arca de Poé 2001

15 janeiro, 2007 23:52  
Blogger alice disse...

bom dia, francisco. também recebi o poeminha do moloi. para quando a dismistificação da sua identidade? o francisco prometeu escrever sobre isso. aguardo ansiosa. um beijo a ambos. e para y também *

16 janeiro, 2007 10:58  
Blogger francisco carvalho disse...

Eu não prometi nada!!
Ou melhor: eu não prometi nada disso, Alice. Nem sequer estou interessado em desmistificar o que quer que seja. Apenas colocarei aqui poesia de Moloi ou, para ser mais exacto, divulgarei poemas, ou até músicas,eu sei lá!, de um artista que prefere ser agora conhecido como Moloi...

16 janeiro, 2007 13:44  
Blogger Y. disse...

e eu tb me arrependo de ter publicado na Y um excerto de um belo poema de Moloi que me parecia que não queria ser P.L.B....

de facto de boas intenções estará o inferno cheio.

Já corrigi o não.erro.
Penalizando-me dos eventuais prejuizos que possa ter causado.

_____________

Francisco desculpe mais esta intromissão em casa alheia...:)
_____________

até sempre.

16 janeiro, 2007 14:57  
Blogger francisco carvalho disse...

até já, sempre!, querida Ysa.

16 janeiro, 2007 15:54  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial