11 fevereiro, 2006

as águas magoadas

corpo onde crescem
as águas magoadas


mãos que ostentam
sonhos tontos ou vazios


asfixia por palavras
fúteis ante o silêncio

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial