12 junho, 2005

apenas

não tenho mão de artesão
apenas palavras escuras
para jogar e às vezes cuspir


não tenho medo da solidão
nunca ganharei assim o porvir
apenas certas escusas

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial