11 junho, 2005

ali aconteceu portugal

Image hosted by Photobucket.com
© Guimarães 2005

Entre o povo cá fora, alguém se queixava, indignado, que só tinham deixado entrar os que traziam fato-e-gravata ou lindos vestidos. Outros refilavam que só tinha havido convites para políticos e ricaços.
Mesmo assim aplaudiram. Marcelo, Catarina, Nicolau, Aurora e Represas terão sido os mais ovacionados. E houve quem apreciasse a ousadia da Leonor Pinhão, vestida na maior das informalidades, de jeans e óculos escuros. Outros ninguém os conhecia.
No final da cerimónia, os convidados, os ministros e o presidente tiveram que ouvir a gritaria quase imberbe de alguns poucos estudantes. As televisões e as rádios tentavam registar o embaraço dos governantes. Uma mulher rosnava "que querem aqueles comunistas?". Um homem idoso desdenhava também de tal manifestação, afirmando que "deviam era estar em casa a estudar! como é que era possível sete em cada dez estudantes chumbarem a português e a matemática! como podiam estar a gritar se nem sabiam exprimir-se na própria língua materna! querem é dinheiro para andarem na borga!".
O Camões de Pomar, esse, agora sozinho no pavilhão, parecia fumar um cigarro, alheado. Há muito tempo já que não tinha nada a ver com isto.

1 Comentários:

Blogger Nuno Vieira disse...

O Lech Walesa disse num passado recente, que se soubesse que era para acabar nisto, nunca se tinha metido em nada. Sinais dos tempos.

11 junho, 2005 21:18  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial