19 abril, 2010

até quando?

"A subida vertiginosa dos ganhos dos gestores de topo é
debatida há anos, sobretudo nos Estados Unidos. Peter
Ducker, o grande mestre da gestão, considerava razoável
que um executivo de topo ganhasse 20 vezes o salário
médio da sua empresa. Ora, em 2000 os executivos das
cem maiores empresas britânicas ganharam 47 vezes o
salário médio dos trabalhadores. Em 2008 ganharam 81
vezes. E nos Estados Unidos, em 2008, ganharam 318
vezes o salário médio.
[...]
Até onde se manterá a coesão social de sociedades cada
vez mais desiguais?"

excerto do artigo "A bomba-relógio do capitalismo" de
Francisco Sarsfield Cabral saído hoje no "Público"

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial