03 fevereiro, 2010

a rua da estrada

"A Rua da Estrada é uma coisa mal-amada pela mesma razão
de muitas outras coisas cuja identidade é flutuante, não
encontrando estabilidade por aquilo que é mas sim pelo que
deixou de ser ou ainda não é. É como um híbrido com a sua
identidade cruzada e manipulada, ou ainda pior, como um
transgénico que incomoda pelo simples facto de transgredir
aquilo que o originou, no limite, a obra do próprio Criador.
A estrada-rua é o elemento mais banal das formas e processos
de urbanização em Portugal, nos antípodas de qualquer ideal-tipo
do que seja a boa e genuína cidade. Não vale a pena apostar tudo
na idolatria da cidade histórica, no trauma de se ter perdido isto e
aquilo e, desse trauma que ficou no rol das perdas, já não se ter
discernimento sequer para avaliar se aquilo ainda é uma cidade
ou se é um simulacro cénico limpinho e abrilhantado para mais
um parque temático com programação contínua para o negócio
turístico. Assim está a ficar Óbidos. Não há problema. As cidades
também se prestam a isso mas não devem é ser só isso. (...)"

Photobucket

Um livro imperdível, extraordinariamente lúcido e bem-disposto,
do geógrafo Álvaro Domingues, brevemente numa qualquer esquina
duma rua perto de si. Quiçá, estrada.

1 Comentários:

Blogger joana rego disse...

Fantástico!
Vi-o no ano passado nas Quintas de leitura no TCA e achei genial!
Vou comprar!
obrigada pela dica!
beijoca

03 fevereiro, 2010 22:30  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial