28 novembro, 2009

(mais) da rosa fixa

"Sempre assim foi. Desgraça dos
que não podem, uma e outra vez
amados vitalmente, reconhecer a
distância que medeia entre a hu-
mana matéria e a outra e a outra."




Maria Velho da Costa,
"Da rosa fixa" (1978)

1 Comentários:

Blogger sem-se-ver disse...

para mim, este é o melhor livro dela.


obg por mo ter recordado

09 dezembro, 2009 19:38  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial