21 novembro, 2009

"Como a cigarra, também eu no Inverno quero dançar. O
mundo pode acabar e eu não quero morrer sem ter fodido.
Nunca fodi. Sei como é: vi muitos filmes, li muitos livros.
Mas gosto do saber de experiência feito. Nunca nenhum
homem me beijou na boca nem nenhuma mulher. Tenho
41 anos. Não me acho velha. Acho-me feia e gorda. E afinal
já me acho velha por me achar feia e gorda. Não, acho-me
velha por ter 41 anos e por nunca ter fodido. Acho que se
pode dizer: fode ou morre. Como se diz na Faculdade:
publica ou perece."

Adília Lopes, do livro "Irmã Barata, Irmã Batata" (2000)

7 Comentários:

Blogger António Reis disse...

sem as palavras dizem... que somos nós para

22 novembro, 2009 01:14  
Blogger ma grande folle de soeur disse...

winter night -
I am leaving the summer
like a cicada

22 novembro, 2009 16:40  
Blogger Filipa Júlio disse...

adília lopes à presidência, já!

24 novembro, 2009 13:36  
Blogger francisco carvalho disse...

Estou contigo, Filipa!
;)

25 novembro, 2009 00:47  
Blogger francisco carvalho disse...

E obrigado, ma grande folle. Gosto tanto que venha por cá.

25 novembro, 2009 00:48  
Blogger MOLOI LORASAI disse...

adília lopes só quer impressionar...os impressionáveis!

26 novembro, 2009 19:40  
Blogger MOLOI LORASAI disse...

se fosse escrito pela menina do norte de Portugal, que esqueci o nome agora, ninguém ligava a mínima, é assim o mundo da ilusão cultural!

26 novembro, 2009 19:41  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial