12 setembro, 2008

Se é a terra

de Luiza Neto Jorge



Se é a terra vértebra
do universo digamo-lo
universalmente

Se dispõe de um eixo digamo-lo
como de farpas de oiro
que dão morte

Se é a terra estreita
e não tem membros
digamo-lo invejosamente
extensos

expondo-nos
longe dos países
ao convívio dos seres
impacientes

1 Comentários:

Anonymous paulo austero disse...

é muito engraçado que o que é bom tem zero comentários neste blog;

13 setembro, 2008 10:44  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial