15 abril, 2008

césar sempre imperando neste espaço

Anônimo
de Ana Cristina César

Sou linda; gostosa; quando no cinema você roça o ombro em
mim aquece, escorre, já não sei mais quem desejo, que me assa
viva, comendo coalhada ou atenta ao buço deles, que ternura
inspira aquele gordo aqui, aquele outro ali, no cinema é escuro
e a tela não importa, só o lado, o quente lateral, o mínimo
pavio. A portadora deste sabe onde me encontro até de olhos
fechados; falo pouco; encontre; esquina de Concentração com
Difusão, lado esquerdo de quem vem, jornal na mão, discreta.

3 Comentários:

Blogger MOLOI LORASAI disse...

Sem chance de vencer
Sentimentos, desejos e humores tendem a dirigir-lhe nesse momento para coisas não muito benéficas que facilmente poderão minar sua autoconfiança. É difícil prever como isso irá acontecer. Talvez compre ou use roupas que o façam parecer estranho, ou desafie alguém para uma competição ou jogo no qual você não terá a mínima chance de vencer. De uma forma ou de outra, você pode estar inconscientemente determinado a ser objeto de risos ou se exibir. É possível que aja assim para impressionar os outros, sem querer. As crianças e mulheres de sua intimidade são as vítimas potenciais desse tipo de comportamento. Felizmente, a influência desse trânsito é bastante fraca e dura no máximo metade de um dia.

Trânsitos selecionados para hoje:
Lua Oposição Quíron, , exato às 17:15
Período ativo de 16 Abril 2008 ao 17 Abril 2008

15 abril, 2008 23:41  
Blogger un dress disse...

onde algo se

reconhece

calado ao

invés:

no lado

onde

tudo

se

16 abril, 2008 01:13  
Blogger francisco carvalho disse...

Na verdade, estas palavras (as que me deixaste aqui, Moloi) ajustam-se bem à dura realidade que estou a viver por estes dias. Um novo desafio profissional que me obriguei a aceitar. Um desafio que, mais tarde ou mais cedo, vou ter que vencer. Mas, por agora, de facto, a autoconfiança anda um bocadinho pelas ruas da amargura...
E também não é para impressionar ninguém. Apenas necessidade de crescimento, senão podia ser a morte do artista...
E, claro, a família está a pagar...

;)

16 abril, 2008 14:49  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial