16 maio, 2007

noites primitivas

noites cálidas,
noites das luas todas.
vontade de tangos marados.
amores de vão-de-escada.
ciúmes malparados e rumbas chungas.
acordeões roufenhos e pianos de brincar.
boleros com salero ou fados malfadados, eu sei lá.
blues roucos como a mais louca alegria.
um canto obscuro para namorar.
meu tráfico de emoções insondáveis.
vontade abstracta de dança e lágrimas puras.
nostalgia do que não lembro ter vivido.
a vida sublimada em tão doidas músicas.

7 Comentários:

Blogger isabel mendes ferreira disse...

noites mal paradas de ciume melancolia e boleros dançantes.

noites que os dias abstractos sinalizam caminhos. de lágrimas.



beijo. por um texto. primevo. Re.cantante.


no tráfico das emoções. puras!

16 maio, 2007 12:28  
Anonymous Anónimo disse...

ENTÃO É ASSIM:


uma vez que o nosso Moloi fechou o blog...(uhm uhm uhm) venho aqui (desculpe.me Francisco) deixar um sorriso...e um pedido: oh Menino A.Moloi faz favor continuar a "postar"...

_________________toda a gente (nós) gosta/gostamos de Si...ora essa... que koisa...

tá bem?

__________________raios!!!!
e coriscos e abraços...


y. (claro)

16 maio, 2007 16:43  
Blogger alice disse...

gostei muito deste poema, franscisco. beijinho. até sábado.

16 maio, 2007 18:18  
Blogger isabel mendes ferreira disse...

...
e no puro instinto hoje toca-se músicas do acaso.



mais uma vez obrigada.


________________________muito.

17 maio, 2007 17:03  
Blogger francisco carvalho disse...

Um ramo de beijos para
sY.

:)

(sem tempo para nada...sem tempo sequer para os blogues dos amigos, tenho andado um pouco afastado das suas casas...)
:(

18 maio, 2007 02:44  
Blogger Pinky disse...

Também quero noites dessas!
:)

18 maio, 2007 03:04  
Anonymous Anónimo disse...

até logo que é sempre Francisco...e que tudo seja LINDO amanhã.


enorme abraço. extensível ao nosso Poeta.



_____________Y.

18 maio, 2007 15:31  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial