20 junho, 2005

o melhor disco do ano

é "estudando o Pagode, Na Opereta Segregamulher e Amor" do genial TOM ZÉ.

Image hosted by Photobucket.com
Fica assim declarado o meu amor incondicional ao mais iconoclasta dos compositores musicais brasileiros. Para que se saiba. Eu que não tenho o mais mínimo conhecimento de música. Eu que vim do sujo rock...melómano medíocre...ignorante das clássicas músicas...
E deixo aqui transcrito, amplificado, especialmente para meu amigo Moloi, douto conhecedor das músicas do Brasil, mas a quem escapou, vá lá saber-se porquê!, este seu conterrâneo fã do pagode e das músicas pobres do povo pobre, uma das canções desta opereta:

"PAGODE-ENREDO DOS TEMPOS DO MEDO"

Vinicius de Moraes, Baden Powell, Comissão de frente
Antonio Carlos Jobim, Menescal,
Ronaldo Bôscoli, Nara Leão,
Carlos Lira, Miéle e o feminino João.

Doutor, você é bom de colarinho Ala Coluna Prestes
Mas não fez a bossa-nova sozinho.
O que te ilude é Roliúde, Ala Cinema Novo
Roliúde-ude,
A Cinderela bugue-ugue,
Bugue-ugue bugue,
Prefiro meu pagode-wood,
God me sacode,
Te deixo com teu rock-bode.

Doutor, este teu papo não cola: Ala Semana de 22
Você vaiou a bossa-nova n'O Pato.
A gente, além de não ter escola,
Essa cultura de massa é um saco-de-gato.

Saco-de-gato, saco-de-gato Ala Poesia Concreta
Saco-de-gato, saco-de-gato.

1 Comentários:

Blogger MOLOI LORASAI disse...

O Franciso é sofisticado.
Moloi, musicalmente, é um ingênuo, no sentido da pintura "naif".

Portanto, Moloi é um compositor naif, porém fiel a si próprio.

21 junho, 2005 15:36  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial