02 novembro, 2010

(para o João Paulo Seara Cardoso)


as folhas caem como lágrimas
perfeitas.
as árvores marionetas tristes. os braços perdidos.
vazios.
mesmo assim, neste cenário outonal, irrompe no céu
o sol do teu sorriso.
o vento tem a cor da tua voz.
deus é um bonecreiro
muito injusto.




31 outubro 10

4 Comentários:

Anonymous joana disse...

Muito bonito, Francisco ;).

03 novembro, 2010 00:56  
Blogger MOLOI LORASAI disse...

mas "as folhas caem como lágrimas perfeitas"...

03 novembro, 2010 10:33  
Blogger MOLOI LORASAI disse...

é o PC em ação: Ines Pedrosa lança hoje livro na livraria TRAVESSA , do Leblon. Caetano lerá trecho do livro. PC é o Poder Cultural.

05 novembro, 2010 10:48  
Blogger hfm disse...

Depuradamente belo!

12 novembro, 2010 10:08  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial