20 abril, 2009

a vida sem arte

Photobucket
© Porto, Dezembro 2008

4 Comentários:

Anonymous NEANDERTHAL disse...

NEANDERTHAL É O REI DA HUMILDADE!

20 abril, 2009 17:55  
Anonymous NEANDERTHAL disse...

"édipo cegou o vento que é doce", escreveu ISA.
NEANDERTHAL é édipo mas não cegou vento nenhum...

20 abril, 2009 18:08  
Blogger Filipa Júlio disse...

e viva as palavras de/da rua. brutas e reais.

21 abril, 2009 11:09  
Blogger francisco carvalho disse...

São, de facto, quase sempre brutas e reais as palavras que vou encontrando pelos WC masculinos deste país. Mas também poéticas. Desesperadas. E por vezes até filosóficas. Bem cinematográfico, filosofar numa casa de banho...

Não sei como serão as casas de banho das senhoras...
Tão brutas assim?
;)

21 abril, 2009 12:04  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial