03 dezembro, 2008

este senhor salazar

de Fernando Pessoa

Este senhor Salazar
É feito de sal e azar.
Se um dia chove,
A água dissolve
O sal,
E sob o céu
Fica só o azar, é natural.

Oh, c'os diabos!
Parece que já choveu...




Um sonhador nostálgico do
abatimento e da decadência


29-3-1935

4 Comentários:

Blogger Claudette Guevara disse...

Clap! Clap! Clap!

03 dezembro, 2008 04:21  
Blogger isabel mendes ferreira disse...

chove.



.




beleza.




.


aqui.


,



beijoooooooooooooooo.

03 dezembro, 2008 13:20  
Anonymous paulo austero disse...

F.P. faleceu aos 47 anos.
Em novembro de 1935.
Até o F.C. cae no conto do vigário de considerar aquilo de Fernando Pessoa.

A data é´para impressionar os mais cépticos!. Francamente, Francisco...

03 dezembro, 2008 22:09  
Blogger francisco carvalho disse...

Francamente, senhor austero, não sei aonde está pretendendo chegar...

Eu, infelizmente, não andei a vasculhar na famosa arca mas acredito em quem por lá tem andado, caro amigo...

Se calhar, naquela primavera de 35, o Pessoa passou-se e desatou a gozar com o beato do senhor sal+azar. Não gostou da carapuça dos "nostálgicos do abatimento e da decadência" e descarregou nestes versos tão singelos e bem-humorados, e a brincar se dizem as coisas mais sérias...

03 dezembro, 2008 23:59  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial