11 maio, 2008

bonsai

ai bom bonsai
que de ti não sais
árvore sem frutos
minúscula solidão

bem sei
que tens nas folhas
promessas de canções
mas minhas mãos
são teu céu
infértil

também
me dizem para bichanar-te
segredos mas da tua respiração
sobra apenas o eco
tortuoso de verdes
palavras

4 Comentários:

Blogger ~pi disse...

esverdeado


f

i

o


agoniada

baba

12 maio, 2008 11:45  
Blogger MOLOI LORASAI disse...

O partido PDC aceita trabalhos burocráticos autênticos.

12 maio, 2008 21:56  
Blogger francisco carvalho disse...

Moloi, para além do bonsai vou querer a taikai...
;)

12 maio, 2008 22:20  
Blogger alice disse...

boa noite, francisco. gostei muito de ler este poema :) vinha pedir-te o favor de enviares as fotos... logo que possas, claro. obrigada!

um beijinho (obrigada por teres aparecido. gostaste?)

12 maio, 2008 22:29  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial