06 maio, 2008

seis coisas e pequenas e equívocas e sem importância

Um: não me importo que o meu carro seja já um pouco
velhadas (ou será que até me importo?).
Dois: não me importo de estacionar o tal carruço velho sempre
algo distante dos sítios onde porventura tenha de ir, porque
gosto muito de andar a pé e não gosto nada de dar dinheiro a
arrumadores, nem sequer aos senhores donos dos parques de
estacionamento (ou serei um mero forreta?).
Três: não me importo de assistir a missas, mesmo que não reze,
não cante, não me persigne, mal saúde as pessoas do lado e não
acredite em deus (embora só goste mesmo de igrejas vazias).
Quatro: não me importo quando dizem que só sei gostar de
coisas tristes (mas nem sabem quão bem levaria a vida na
batucada do samba) .
Cinco: não me importo de perder alguns dos imperdíveis
filmes nas salas de cinema, porque penso sempre vê-los mais
tarde no merdoso televisor cá de casa (ainda é cedo para me
importar com plasmas ou lcd's).
Seis: não me importo de andar muitos dias com a barba por
desfazer (ou será fazer?), mesmo que isso implique olhares
menos simpáticos, menos amáveis, mais assustados, menos
encantados, menos ilusões de almas roubadas num segundo.
Sete (bem sei que eram só seis) : não me importo nada com o
quebrar das correntes blogosféricas (mas importar-me-ia
bastante se não tivesse o teu perdão, querida Isabela).

3 Comentários:

Blogger MOLOI LORASAI disse...

O PARTIDO COMUNISTA DE DEUS aceita militantes que não acreditam em DEUS, mas cujos trabalhos burocráticos manifestam OUTRA REALIDADE.

07 maio, 2008 03:02  
Blogger isabel mendes ferreira disse...

:)

.



.


beijo.

07 maio, 2008 17:24  
Blogger Mónica (em Campanhã) disse...

não me importo com isso como tu: o carro, os arrumadores, os plasmas,

11 maio, 2008 13:14  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial