08 julho, 2006

domani

Photobucket - Video and Image Hosting
© 2006

Capa e contracapa do último cd-demo de MOLOI.
Quem é Moloi não sei dizer. Ele assume-se como músico naif.
Eu diria antes eruditamente naif.
Aqui neste disco compilou uma séria de músicas e canções
escritas ao longo de muitos anos, entre a Baía e o Rio, entre
Lisboa e o Porto, entre a enfeitiçada Sintra e a bela Toscânia...
O disco é apenas uma maquete, não tem absolutamente nenhu-
ma pretensão profissional, as músicas foram sendo gravadas
quase sempre em condições pouco ideais, desde o mais rafeiro
gravador de cassetes, a horas curtíssimas de gravação em
estúdios alugados ou afins.
Os músicos (além dele próprio) e autores dos arranjos são seus
amigos brasileiros que estão ligados ao Sindicato Nacional dos
Compositores, no Rio. As vozes são de Toninho Villas, Tânia
Malta, Senza, Nilda, Chico Reis e ainda Moloi himself.
Quanto a mim, tenho ajudado, passe a presunção, no artwork
de alguns dos discos que ele já se lembrou de compilar. E fico a
torcer, candidamente - mas que importa isso? -, para que algu-
ma das grandes vozes do Brasil - e são inúmeras! - possa um
afortunado dia - quem sabe! - lembrar-se de ousar a gravação
de uma das suas composições...


" A Raiz do Fado", canção de Moloi

os meus olhos vermelhos rubros por você
só peço agora que tenha mais cuidado
e não me traia assim tão adoidado
quem descobriu a raiz do fado
quem descobriu a raiz do fado
sabe mais do que eu

mas quem sabe mais
é o próprio fado
e você se perdeu

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial