08 julho, 2006

vuelvo al tango

voltar ao tango. agora com outros sabores.
e também múltiplas cores.
às vezes apenas em tons de pastel.
a pungente beleza apenas acariciada.

Photobucket - Video and Image Hosting
Photobucket - Video and Image Hosting
Photobucket - Video and Image Hosting
© 2006 ( Gotan Project/Lunático Tour no Coliseu do Porto)

"[...] Eu falo com os bandoneons. É por isso que juro que certa
vez o fueye de Troilo gritou "Ai!". Julgo que o magoei. Talvez
tenha batido num botão com o dedo. Toco com violência; o meu
bandoneon tem de cantar e gritar. Não consigo conceber tons de
pastel no tango. Falo com ele (o bandoneon) para que não me
deixe ficar mal a meio de um concerto. Às vezes bato-lhe.
Aquelas batidas na caixa a meio de uma peça são muitas vezes
parte da música, um efeito de percussão. Mas de vez em quando
há também pancadas, quando qualquer coisa me começa a soar
mal. É um daqueles mistérios, como quando a televisão se avaria
e nós lhe damos umas pancadas para resolver o problema. Com
os bandoneons é a mesma coisa - até se estragarem por comple-
to. [...]"

palavras de Astor Piazzolla

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial