30 dezembro, 2005

um poema chegado pelo correio

À Avó


Ficou vazio o teu lugar à mesa. Alguém veio dizer-nos
que não regressarias, que ninguém regressa de tão longe.
E, desde então, as nossas feridas têm a espessura
do teu silêncio, as visitas são desejadas apenas
a outras mesas. Sob a tua cadeira, o tapete
continua engelhado, como à tua ida.
Provavelmente ficará assim para sempre.

No outro Natal, quando a casa se encheu por causa
das crianças e um de nós ocupou a cabeceira,
não cheguei a saber
se era para tornar a festa menos dolorosa,
se para voltar a sentir o quente do teu colo.


(de A Casa e o Cheiro dos Livros
Maria do Rosário Pedreira)


Image hosted by Photobucket.com
© 2005

3 Comentários:

Blogger MOLOI LORASAI disse...

Desculpe lá, ou aqui, mas isto só é "poema" porque a autora fez ENTER no meio das frases.
MAIS UMA CANDIDATA À RICA DE ESPÍRITO!

30 dezembro, 2005 10:24  
Anonymous guevara disse...

=)

30 dezembro, 2005 19:10  
Blogger MOLOI LORASAI disse...

A Guevara vai guerrilhar aonde, no dia 31 de dezembro?

30 dezembro, 2005 19:29  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial