29 junho, 2005

Sou pescador

Sou pescador
tenho um gorro escarlate
e as mãos incendiadas de calos.


Sou também pecador
o bizarro gosto da arte
as mãos acesas em transe.


Sou um estranho pescador
o fumo azul do meu cigarro
(lúcida espiral em trânsito)
a sonhar cardumes de metáforas.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial