21 janeiro, 2009

se alguém respirasse e cantasse uma palavra,

e súbito fosse respirado por ela, fosse
cantado assim
de puro júbilo ou, quem sabe? de medo puro,
poria no termo o selo de si mesmo?
quem é que sabe onde fica o mundo?
e de quê e de quem e de como é composto e dito,
de como uma palavra, uma só, regula
ininterruptamente tudo, e alguém a põe em uso,
oh glória idiomática,
e é posto e disposto até que abuso de que espécie de infuso espírito
das profundezas dessa palavra


de "A Faca Não Corta O Fogo", Herberto Helder

6 Comentários:

Blogger hfm disse...

Da eterna dúvida, como só ele sabe.

21 janeiro, 2009 11:16  
Anonymous paulo austero disse...

É O MAIOR MÁGICO DE CARTOLA, TIRA PALAVRAS COMO QUEM TIRA COELHOS, MAS NÃO DIZ NADA.

21 janeiro, 2009 11:47  
Blogger MOLOI LORASAI disse...

apenas uma transcrição de algum livro esotérico sobre o LOGOS, o VERBO INICIÁTICO. Um Paulo Coelho para a pseuda elite intelectual portuguesa...

21 janeiro, 2009 11:50  
Anonymous Anónimo disse...

:))))))))))))))))sorriso para o Nosso Paulo.



abraço para o "mágico"....


são assim os poetas....controversos...:)




piano.

21 janeiro, 2009 12:53  
Blogger francisco carvalho disse...

O Moloi lembrou-se agora, pouco austeramente, de embirrar com o duplo H...

21 janeiro, 2009 15:44  
Blogger MOLOI LORASAI disse...

não é embirro, quer apostar quanto que não é original, que é transcrição de algum livro iniciático?
isto é muito grave, pois faz os portugueses de ... Se escrevesso nos EUA Robert Anton Wilson e outros milhentos seriam claros e diriam that is that. É SALAZARISMO AINDA.

21 janeiro, 2009 20:03  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial